Veja como tratar a parasitose com sementes de mamão



Trouxemos duas receitas que vão ajudar você a se livrar dos vermes intestinais

Você sabia que uma, a cada quatro pessoas no mundo, sofre com parasitose?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC), os vermes são um problema de saúde gravíssimo que atinge, sobretudo, as crianças, mas que também afeta adultos, principalmente moradores de zonas rurais e áreas periféricas de países em desenvolvimento.

Mas não pense que, por morar em uma cidade com recursos sanitários adequados, você esteja livre dos vermes.

Eles podem ser transmitidos por meio de alimentos crus ou mal cozidos, falta de higiene pessoal, contato com a terra, entre outras formas.

Sintomas de parasitose

  • Problemas intestinais (diarreia);
  • Barriga inchada;
  • Fadiga;
  • Alteração no apetite;
  • Alergias;
  • Dor abdominal frequente;
  • Fezes muito escuras.

Se você tiver um ou mais sintomas, procure um médico para fazer o exame e diagnosticar se está ou não sofrendo com parasitose.

Para complementar o tratamento passado pelo médico, existem receitas caseiras que são muito eficazes. As sementes de mamão são excelentes para ajudar a tratar parasitose.

Veja duas receitas caseiras

Suco de mamão

Ingredientes:


  • Mamão: 1 fatia grande e sem casca;
  • Sementes de mamão: 1 colher (sopa);
  • Óleo de coco extravirgem: 1 colher (sopa);
  • Água de coco ou filtrada: 200 ml.

Modo de preparar:

1. Misture todos os ingredientes no liquidificador e bata até formar um creme;

2. Beba, em seguida, com gelo.

Você deve tomar esse suco em jejum por 30 dias.

Molho para salada

Ingredientes:

  • Sementes de mamão: 1 colher (sopa);
  • Mamão: 1 fatia sem casca;
  • Cebola: ½ unidade;
  • Coentro: 1 maço pequeno;
  • Alho: 1 dente;
  • Cúrcuma/açafrão-da-terra: 1 colher (chá);
  • Limão: 1 unidade (suco);
  • Mel: 1 colher (chá);
  • Azeite de oliva: 1/4 de um copo;
  • Sal: a gosto;
  • Pimenta-do-reino: 1 pitada, moída na hora.

Modo de Preparar:

1. Misture todos os ingredientes no liquidificador, à exceção do azeite;

2. Quando a mistura formar um líquido, adicione aos poucos o azeite e continue a bater;

3. Use o molho em saladas ou em receitas de sua preferência. Ele pode ser armazenado na geladeira por até uma semana.

Mas lembre-se que para qualquer tratamento, mesmo os caseiros, é sempre bom a consulta a um especialista.

As duas receitas também servem como laxantes naturais e por isso, mulheres grávidas não devem usar. O ideal é falar com seu médico.

Atenção: As dicas do site não substituem uma consulta ao médico.



Comentar

7 + ten =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.